terça-feira, 20 de outubro de 2009

Atos proféticos ou Atos dos apóstolos?


A justificativa maior da turma que realiza os Atos proféticos é dizer que estão consagrando aquele lugar a Jesus. Já noticiaram absurdos como por exemplo alugar um helicóptero e colocar nele um galão de óleo "ungido" para derramar sobre as favelas do RJ para erradicar a violência e declarar que as favelas são territórios de Jesus, Marchar e parar em frente a hospitais e delegacias e determinar que aqueles lugares são de Cristo, enterrar bíblia como pedra fundamental de igreja e etc...



Será que esses atos tem mesmo poder? Bem, se tivessem o RJ seria outro porque o que neguinho tem feito vai muito além dos limites da criatividade de qualquer cristão. Não basta sair por aí jogando óleo nos outros, sujand a roupa da Dona Maria que da maior duro lá na comunidade, não basta fechar as ruas e sair em caminhada obcecados por determinar coisas ao mundo espiritual, é preciso ter caráter, parar de roubar os fiéis, parar de esconder diheiro em Bíblia, dentro das calças, parar de pagar de coitadinho, parar de esmolar ou de extorquir os fiéis e agir como homem de Deus, santo e irrepreensível, ainda que isso lhe custe membros e arrecadação.


Eu prefiro ficar com os atos dos apóstolos, que viveram perseguidos, açoitados, sem grana, de cidade em cidade ministrando o puro evangelho de Deus e não essa vergonha disfarçada de piedade que estão pregando por aí.


Já que eles gostam de ilustrações aqui vai uma pra encerrar o post: "Que eles sintam o peso da pata do leão da tribo de Judá e sus vidas."


E no mais, tudo na mais santa paz!

6 comentários:

  1. Concordo contigo.
    Existem formas de 'crente' agir e falar que não fazem sentido àqueles que Deus quer tocar.
    Se os 'evangélicos' (aspas por nem todos serem assim) continuarem em seu próprio mundo fechado e dando esse testemunho que temos visto nos jornais, as pessoas terão razão em criticarem as igrejas evangélicas. A reforma que foi feita há muito tempo atrás, precisa ser refeita.
    Há muito para nós, cristãos, mudarmos no nosso comportamento e testemunho.

    Que Deus nos ensine a ser como Ele é! A dar o testemunho que Ele deu.

    ResponderExcluir
  2. pucha..tb concordo, pastor.
    esteve em minha igreja um "Apóstolo" e disse q p o Brasil enriquecer e tal, todos na igreja naquele dia, deveriam colocar todo o dinheiro q pudessem encima da bandeira do Brasil..aff e o dinheiro foi pra quem??? pra ele...
    na igreja tem umas soleiras de mármore perto do altar, ele disse q era uma miséria pois na igreja dele tudo era feito de mármore, o piso, as paredes, acho q até o teto..rs..menosprezou legal a igreja..
    q Deus tenha misericórdia!
    Parabéns pelo Blog, Pastor!

    ResponderExcluir
  3. Fala Gustavo... esse cara é maluco pow... Merece uma coça de bíblia!

    ResponderExcluir
  4. Da mesma forma que alguns exageram em seus "atos proféticos" outros exageram em falar dos "atos proféticos" dos outros. Se não quer em sua igreja, deixe a do outro em paz! Eu me converti a Jeusus na igreja batista e hoje (20 anos depois) sou membro de igreja neo-pentecostal. Posso afirmar que em todas as denominações existem coisas absurdas, mas se eu for parar para ficar criticando A, B ou C vou perder um tempo precioso demais, pois as vidas carecem de Jesus. Se o camarada curte a "unção do leão" ou não, você acha que poderia interferir em sua salvação (transferência do caráter de Deus ao homem)? Será que Deus deixaria de redimir, perdoar, salvar, justificar e glorificar alguém apenas pelo fato de ele rir com a "unção do riso" em um culto? Sinceramente acho perda de tempo discutir essas coisas enquanto o crack arraza uma grande parcela da população. Imagina se você, ao término do culto em sua igreja, quando chegasse na calçada da rua desse de cara com um "profeta" com as nádegas de fora... acharia ridículo, não? Pois é, um dos maiores profetas do 1º testamento fez isso e você nem o ridiculariza por isso. Ah.. tudo bem... houve um propoósito específico para que ele fizesse aquilo... mas quem te garante que não possa acontecer com o irmão da "outra igreja"? Engraçado como somos tão duros com os que caminham ao nosso lado e tão flexíveis com aqueles que nos odeiam.
    Gilson Cunha/Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir
  5. gilson "ARRAZZOOU" kkkkk

    ResponderExcluir

Daqui pra frente só posta quem se identificar, os anônimos serão moderados. Quem quiser expressar opinião tem que bancar e mostrar a cara. Outra coisa, você tem o direito de se expressar, mas se houver agressão, o comentário será deletado.