quarta-feira, 29 de agosto de 2012

A insustentável leveza de ser cristão!

Busquei inspiração para o título desse texto na obra do renomado escritor tcheco Milan Kundera, mas, confesso que o conteúdo do mesmo não tem nada que lembre o filme homônimo.

Quando pensei nesse título veio a mente a condição humana e a forma do cristão lidar com as ações de Deus em sua vida. Deixa-me ser mais claro:

Faz algum tempo, antes de ter contato com a teologia reformada, enfrentei milhares de questionamentos de cristãos preocupados com sua condição espiritual, tentando descobrir se são salvos, se são espirituais e etc... Minha resposta era sempre a mesma: “Deus o sabe!” ou então “Não tenho um santômetro para medir sua espiritualidade, mas...”

Hoje em dia um sem número de pessoas andam por aí sobrecarregadas, com medo da punição de um Deus de mistério, de alguém que pode mudar de idéia a qualquer momento e te lançar literalmente do céu ao inferno.

Isso é resultado da crença no sinergismo em relação à salvação. O homem decide juntamente com Deus o seu destino eterno. Ora, se acreditarmos nisso, estaremos fadados ao inferno, pois não conseguimos sem a graça regeneradora, discernir entre nossa mão esquerda e direita no que tange as coisas espirituais. Se dependermos da nossa decisão, já tenho um veredicto: Estamos condenados a viver a eternidade no inferno!

Em contrapartida, a teologia reformada crê em um Deus de amor, que graciosamente nos escolheu para nos assentarmos com Ele nas regiões celestiais e nos elegeu para gozarmos de um maravilhoso reino no pós-vida... Estávamos mortos, ELE nos deu vida! Estávamos num estado de depravação total, ELE nos regenerou! O monergismo prega que Deus age soberano sem interferência humana, e se acredito nisso, sei que o Deus da providência, fará o melhor para os seus escolhidos, mas, como saberei se sou um deles, alguns perguntariam? A resposta é simples, aqueles que são d´Ele, manifestam boas obras e declaram o amor de Deus através de suas vidas! Sendo assim, sem barganhas e sem minha natureza decaída decidindo meu destino, posso gozar dessa insustentável leveza do ser cristão e eleito por Deus para a eternidade, seguro de que aqueles que o Pai deu a Jesus jamais se perderão!!!!!!!

Isso me dá uma leveza insustentável, mas não me torna melhor do que ninguém, já que não foi por mérito meu que atingi essa condição, mas por pura misericórdia divina que decidiu soberanamente nos fazer Filhos do Deus altíssimo!

E no mais, tudo na mais santa paz!

3 comentários:

  1. Pastor, realmente as pessoas têm distorção da imagem de Deus. Mas nós, que somos filhos da luz, temos que levar a verdade a essas pessoas, mostrando que o "Deus" em que acreditam é apenas uma invenção contada para outras pessoas. O Deus a quem nós cremos e servimos é um Deus de amor, é o seu amor pelo mundo é tão grande, que mandou seu único filho, Jesus, para nos perdoar e nos conduzirmos para o Reino de Deus.

    ResponderExcluir
  2. Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom, li algumas coisas folhe-ei algumas postagens, gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, e espero que continue se esforçando para sempre fazer o seu melhor, quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha. Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que haja muita felicidade e saude em sua vida e em toda a sua casa.
    PS. Se desejar seguir meu blog fique á vontade, eu vou retribuir.

    ResponderExcluir

Daqui pra frente só posta quem se identificar, os anônimos serão moderados. Quem quiser expressar opinião tem que bancar e mostrar a cara. Outra coisa, você tem o direito de se expressar, mas se houver agressão, o comentário será deletado.