segunda-feira, 24 de maio de 2010

Filho do fundador do grupo terrorista Hamas se converte!



A vida do palestino Mosab Hassan Yousef, de 32 anos, desafia a lógica do conflito árabe-israelense, em que as rivalidades são quase sempre hereditárias. Filho mais velho do xeque palestino Hassan Yousef, um dos sete fundadores do Hamas, grupo terrorista transformado em partido, o jovem foi criado para ser um líder extremista.

Contra todas as possibilidades, traiu o pai, colaborou com o inimigo, denunciou os companheiros e converteu-se ao cristianismo. Após dez anos de bons serviços prestados como agente duplo do Shin Bet, o serviço secreto militar de Israel, hoje Mosab Yousef vive na Califórnia, nos Estados Unidos, onde divide o seu tempo entre o surfe e os cultos em uma igreja evangélica de San Diego.

Em entrevista concedida a uma revista de alta circulação por telefone, ele definiu o Corão como "um livro doente que deveria ser banido das escolas, das bibliotecas, das mesquitas". Em sua biografia, Filho do Hamas (Sextante), lançado no Brasil na semana passada, a vocação de Yousef para fazer proselitismo religioso ganha, (in)felizmente, menos espaço do que as histórias de espionagem e traição que envolvem sua trajetória.

Veja toda reportagem na VEJA

Um comentário:

  1. Sóstenes Filipe24 de maio de 2010 16:57

    Só Deus e o poder que há no evangelho pra alcançar a vida dessa figura, que tinha tudo pra ser um grande "joselito"...
    Espero de verdade que esse cara continue firme! E tenho certeza que Deus vai usar seu testemunho e sua mudança de vida, pra impactar o coração de muitos! Isso é pra galera que se acomoda e muitas vezes desisti de orar por alguém, porque derrepente acha que é um "caso perdido"... Se existe porventura alguém ao nosso lado que ainda não conhece a esse Jesus, não devemos desistir jamais! Creiamos de todo o coração na mudança de vida que só Jesus pode trazer e deixemos ser usados para que Deus através de nós, opere essa mudança!
    Deus abençoe

    ResponderExcluir

Daqui pra frente só posta quem se identificar, os anônimos serão moderados. Quem quiser expressar opinião tem que bancar e mostrar a cara. Outra coisa, você tem o direito de se expressar, mas se houver agressão, o comentário será deletado.