segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Satanás pode usar letras em inglês que não entendemos para colocar na nossa mente?

Pergunta:
Salve Pastor... eu tenho uma dúvida... sei muito bem que o Pai do Rock é o Nosso Senhor Jesus Cristo, assim como é dono de toda a música... mas tenho duvidas... quando vc fez seu post sobre "O Diabo é o pai do Rock?" Citou Slayer e Cannibal COrpse como bandas a serem ignoradas... eu particularmente não gosto de Cannibal Corpse... mas gosto de Slayer... o problema é q existem muitas letras de blasfêmia... que eu não escuto... Mas tenho dúvidas: Satanás pode usar de alguma forma letras em inglês que não entendemos para colocar na nossa mente? Sei que letras como a da musica Cult http://letras.terra.com.br/slayer/569541/traducao.html que são bem extravagantes não precisa nem comentar... mas e as meio que com significados por traz... mas não tão extravagantes assim... é possivel Satanas agir?



__________________________________________________________________________________


Resposta:
Não creio nisso não. Creio que a influência das letras se dá no campo da fraqueza de consciência. Também não creio nesse papo de girar disco ao contrário, o diabo seria burro demais tendo uma legião de pessoas que estão dispostas a fazer isso abertamente.


Abração


5 comentários:

  1. xFullMetal Jacketx25 de janeiro de 2010 14:10

    tambem concordo com vc, Pr. Márcio...eu msm apesar de considerar pra caramba Cannibal Corpse e Slayer como influências em algumas bandas cristãs q curto, n dah pra escutar, por q as letras são ofensivas...eh uma opinião minha, escuto música secular tbem, mas bandas q escrevem letras mais pra ofender, n mereçe minha atenção...nada contra quem escuta, mas eu prefiro Metal Cristão msm...

    ResponderExcluir
  2. O rock do Slayer é explícito. Recado claro, curto e grosso e, diante de algumas entrevistas que li, são assumidamente debochados. Temos infinitas opções de rock e "fusions" sem que precisemos de Slayer. Quanto à compreensão das letras, creio que mesmo que não as entendamos,mas temos conhecimento de suas intenções, é preferível (penso eu) evita-las, não?

    Quanto a música gospell já tenho uma posição convicta: é uma música pop,ordinária,oportunista,maliciosa,comercial,industrial e que traz consigo uma grave implicação: é feita em nome de Deus. Portanto, a música dita profana ou "do mundo" é mais honesta de princípios porque não esconde à que vem e nem explora o nome e a crença de ninguém.

    Abraços do Léo

    ResponderExcluir
  3. O Léo foi simples e direto... parabéns pelo comentário

    ResponderExcluir
  4. xFullMetal Jacketx27 de janeiro de 2010 11:15

    "Quanto a música gospell já tenho uma posição convicta: é uma música pop,ordinária,oportunista,maliciosa,comercial,industrial e que traz consigo uma grave implicação: é feita em nome de Deus. Portanto, a música dita profana ou "do mundo" é mais honesta de princípios porque não esconde à que vem e nem explora o nome e a crença de ninguém."

    Concordo plenamente... a música gospel nacional aqui tah podre, soh o Oficina ultimamente q tah se salvando...

    ResponderExcluir
  5. A música que não suporto ouvir:

    "Meu diário, só tem página de vitória...♪♫"

    Deus vai usar os "loucos" os roqueiros, os que curtem reggae, hip hop, aqueles os quais a "igreja" condenam, para pregar o verdadeiro evangelho

    http://www.youtube.com/watch?v=44IHoDb4HcA
    Esse é um exemplo...

    Paz
    http://holyspiritfall.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Daqui pra frente só posta quem se identificar, os anônimos serão moderados. Quem quiser expressar opinião tem que bancar e mostrar a cara. Outra coisa, você tem o direito de se expressar, mas se houver agressão, o comentário será deletado.