segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Adoro ser prostituta!


Estava vendo uma entrevista com Gabriela Leite, líder da ONG Davida e dona da grife Daspu. O que me chamou a atenção foi o cartaz que deram a ela. A chamada do programa em questão exaltava a velha meretriz pelo fato dela ter escolhido ser profissional do sexo.


A narrativa prosseguiu, colocando-a como uma heroína por ter levantado a Daspu e dado dignidade a profissão de prostituta. A última notícia que me trouxe surpresa foi o anúncio de que a vida dela vai virar filme. Quando a apresentadora revelou essa pérola, a platéia foi ao delírio. Que mundo é esse hein?

Dignificar a pessoa e valorizar sua vida é uma coisa, dignificar e valorizar a prostituição é outra. Nossa luta deve ser a favor das mulheres e não de suas práticas. As colocações feitas na reportagem colocava a prostituição como algo light, sem exploração, sem cafetinagem, sem miséria, sem choro, sem agonia, sem o desespero de ter que vender o corpo porque não tem outra alternativa na vida, apenas uma questão de escolha! 

Me desculpe dona Adriane Galisteu, apresentadora do programa em questão, mas o meretrício não oferece glamour, mas uma vida miserável e desgraçada até para a mais bem remunerada das mulheres.

Que Deus tenha misericórdia de quem faz apologia a prostituição e de oportunidade dessa turma consertar seus erros.

E no mais, tudo na mais santa paz!

11 comentários:

  1. "E a galera foi ao delírio..." Que país hipócrita! Ao mesmo tempo em que discriminam esta prática, aplaudem quando estas prostitutas contam da vida boêmia que levam. Acham uma polêmica divertida que se pode rir, e tirar um sarro. Eu já li a entrevista que esta mulher deu e achei o fim da picada. Ela e tantas outras enfrentam o preconceito mas finge que não veem ou preferem fingir não ouvir. Se ela acha que está abafando ao bater no peito e dizer tudo que ela teve coragem de dizer, está enganada, pois os que mesmos que estão lá "delirando" com a discurso podre, a xingam por trás. Ela precisa de pessoas que a acolham e aconselham, mas sobretudo, ela precisa de alguém que a perdoe e não a condene, mas que diga: "Vai e não peques mais." E na força deste perdão ela possa levar uma vida digna e limpa... Este alguém é Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
  2. Ah, Pr., esqueci de lhe Parabenizar pelo post.

    ResponderExcluir
  3. Pois é, Pastor... hoje em dia é o poste que tá mijando no cachorro... tá tudo invertido!!!
    Misericórdia, Deus...

    ResponderExcluir
  4. Nem sempre concordo com o que você escreve e independentemente da crença/religião, vc demonstrou total respeito a essas mulheres com este pequeno post.

    Me lembrei também da Bruna Surfistinha. Tenho certeza q ela contribui e mto para que mta gente acreditasse que a prostituição tem seu glamour. Não é assim.

    Não se fala das mulheres exploradas, da miseria que sentem em sua alma, das doenças, dos perigos, das menores que começam nessa vida horrível sem serem mulheres formadas...

    Quanto a apresentadora em questão, uma hipócrita. E se fosse uma irmã dela? E se fosse ela?

    ResponderExcluir
  5. Não sei se é sorte ou maldição, mas aqui no Peru só tem Globo e graças a Deus que não tem Galisteu!

    ResponderExcluir
  6. Pastor Marcio mto legal seu Blog.
    Que Deus continue te dando sabedoria.

    ResponderExcluir
  7. Realmente há coisas que escutamos e nem acreditamos.

    O pior é que dá ibope.
    Por isso quando vejo coisas assim a primeira coisa que faço é tomar posse do controle remoto e mudar de canal.
    Se as coisas já estão neste ponto, dando ibope para essas porcarias estamos simplesmente os ajudando a prosseguir com estas entrevistas que nada de inútil tem.

    Digo nada de inútil, porque este termo significa que não serve pra nada e estes servem para algo: Mudar a cabeça da juventude para ainda pior do que já está hoje.

    Se todos se uníssem para boicotar este tipo de mat´ria, eles passariam a peneirar mais os assuntos e as posturas que tomam.

    Esta é minha singela opinião e, plagiando o Pastor...

    "no mais, tudo na mais santa paz"

    ResponderExcluir
  8. Caro amigo,

    O que você postou aqui deveria ser escrito com letras bem legíveis para até o que passar correndo veja.
    Esta promiscuidade moral, aonde o muderninho torna o vil como honrado deve ser desmascarada sim. Tipo: Acorda!! E este texto é corajoso.
    Coloquei no meu blog para os meus leitores conhecerem e espalharem. Não devemos aceitar tudo o que nos vende a mídia.
    Nota zero para a apresentadora Adriane Galisteu e nota zero para a prostituta Gabriela Leite.
    Se você quiser ver: www.monica-sampaio.blogspot.com
    Parabéns, Marcio.

    ResponderExcluir
  9. Mônica...
    Obrigado pela moral... vc sabe que vc é da casa né...

    ResponderExcluir
  10. Nossa que triste isso, puts, não falo nada.
    Mesmo sabendo que prostituição destroi 100% da vida de uma pessoa ainda apoiam isso.

    Ah lamentável isso.

    ResponderExcluir
  11. Paz seja contigo

    A cultura brasileira fortemente influenciada pelos filmes e novelas ou qualquer coisa que venha debaixo da Placa "novidade ou moda" tem lançado a muitos numa quebra desenfreada de "tabus" e produzindo imoralidades sem precedentes.

    atalaiadocastelo.blogspot.com

    nicodemos

    ResponderExcluir

Daqui pra frente só posta quem se identificar, os anônimos serão moderados. Quem quiser expressar opinião tem que bancar e mostrar a cara. Outra coisa, você tem o direito de se expressar, mas se houver agressão, o comentário será deletado.