sábado, 17 de outubro de 2009

Maracatu e afoxé são ritmos lícitos?

Pergunta:
Olá Pr. Márcio,
Há um estudo seu sobre "O diabo é o pai do rock" onde afirma que os rítmos são do Senhor e que o fanatismo das pessoas que envolvem esses rítmos é que pertencem ao diabo. Concordo plenamente!


A minha dúvida é com relação as batidas de Maracatu, Camdomblé, afoxé, esses rítmos usados em terreiros. Sou de MG, mas atualmente moro em Pernambuco e vejo algumas Igrejas usando essas batidas para louvor e evangelização nas ruas, principalmente nos carnavais, já que este rítmo e dança chamam atenção de toda a população. Isso é correto? O que a Bíblia diz?

Obrigada pela atenção!
Deus o abençoe!
__________________________________________________________________



Resposta:
A Bíblia diz que tudo que respira deve louvar ao Senhor! Leia o salmo 150 e veja o quanto ele é amplo! Alí se encontra a essência do louvor com música. Alí o salmista incentiva a todos que louvem a Deus com tudo que for possível em termos de instrumentos musicais, sopro, percussão, cordas, tudo, tudo mesmo. 

Não temos relato na Bíblia de ritmos como samba ou maracatu por exemplo, mas o que sabemos é que são músicas regionais e epresentam parte da cultura de uma região. Como tal, podem ser usadas para louvar a Deus com todo o seu ritmo e todo swing. A questão é que nos limitamos a ouvir música congregacional com melodias lentinhas ou então hinos de guerra. Se for bem feito e construído com seriedade (sem dar ocasião a carne) vale! Mas se for só pretexto pra bagunçar e exercitar a sensualidade, pule fora disso.

OBS: Camdomblé não é um ritmo é um culto afrobrasileiro.



Abraço forte!
Pr Márcio de Souza


E no mais... tudo na mais santa paz!

11 comentários:

  1. Gilson Cunha Jacarepaguá Rio17 de outubro de 2009 10:24

    Todos os ritmos musicais, todas as harmonias e melodias nasceram primeiramente no Coração de Deus. O diferencial é o propósito da composição e isto é evidenciado pela letra, ou "inspiração" - no caso das músicas instrumentais. Eu, por exemplo detesto esse tipo de Funk chamado de "batidão" aqui no Rio, porém quando evangelizamos nas favelas e paramos os "bailes funk" para pregar a Palavra, levamos sempre conosco uns irmãos que cantam louvores próprios ou de outros cantores, sempre no ritimo do "batidão"... É uma questão de bom censo. Eu não sou muito adepto do "batidão", mas me amarro em tocar um ritimo caribenho (toco contrabaixo) ou um soul... um blues em minha igreja.. Pode ter certeza que Deus aprova.
    Gilson Cunha

    ResponderExcluir
  2. Muito bem em sua colocação! Parabéns

    ResponderExcluir
  3. Olá Pr Marcio, graça e paz seja contigo!!

    Passando para conhecer seu espaço, e gostaria de aproveitar

    A oportunidade e te convidar para conhecer o Amigo de CRISTO

    É um blog novo, mas voltado e acunhado na palavra, isento de criticas

    Mas como meta, levar o leitor direto ao alvo, à pessoa de Jesus, sua visita

    Será uma alegria, e também estaremos somando positivamente, como voz estaremos fortalecendo o mandamento do ide de Jesus, e estreitando a união por esse canal de comunicação para honra e a glória do nome do senhor, em um só corpo.. paz seja contigo..Amigo De Cristo

    ResponderExcluir
  4. Olha senhorito.. ótimos os seus posts!
    Tenho gostado muito...produtivos inteligentes e sensatos!
    Parabéns..
    que Deus o abençõe e que vc continue nos abençoando...
    Abr
    Rejane sanolli(vineyard mogi)

    ResponderExcluir
  5. Que prazer receber vc aqui moçoila! rs... Admiro muito a Vineyard... se precisar de mim estarei sempre por aqui! Deus abençoe vc!

    ResponderExcluir
  6. bem loko seu post pr...
    Deus te abençoe...

    ResponderExcluir
  7. A biblia diz tudo que respira louve ao Senhor, concordo.
    Mas onde está escrito que todos os ritmos louvam ao Senhor.
    Eu discordo de rock nas igrejas e tambem de outros ritmos MALUCOS, pastores aceitam isso porque se não aceitarem perdem os jovens para a igreja.
    Que tal quando for evangelizar um drogado que tal fumar uma mnaconha com ele hein?
    Deus não é Deus de confusão.

    Stefan Zakjowski
    szakowski@bol.com.br

    ResponderExcluir
  8. Stefan me perdoe, mas de música para drogas vc deu um graaaaande salto, meu amigo.
    A bíblia nos pede para adorar a Deus em espírito e em verdade, com ousadia. O Espírito possui uma graça multiforme. Rock não pode, e forró pode? Isso porque vc cresceu ouvindo forró... então quem não cresceu ouvindo está fora da graça?
    Deus dá os dons, nós devolvemos pra ele em forma de louvor. Vc não gostar de determinado ritmo tudo bem, agora falar que o Deus que deu o dom não gosta é outra história.
    Aliás, nunca vi ninguém tendo alucinações com música.


    Pensando bem, concordo com vc... Nem todos os sabores de bolo são de Deus. O morango é vermelho = sangue de Cristo, então ninguém mais come bolo de chocolate, pq chocolate é igual a lama que é igual a pecado. [ironia]
    Péssima comparação, tão sem fundamento como sua idéia, perdão.

    ResponderExcluir
  9. Olá pastor Márcio, me interessou bastante essa discussão a respeito dos rítmos,pois sou ministro de louvor na minha igreja e também trabalho como arte-educador de percussão em um projeto Cultural e social. Pesquiso vários rítmos incluindo estes de origem afro que na sua maioria realmente têm uma ligação com cultos de orixas etc.O que vc acha, posso continuar usando esses rítmos nas minhas aulas?
    Aguardo seu comentário.A graça e a paz do Senhor!

    ResponderExcluir

Daqui pra frente só posta quem se identificar, os anônimos serão moderados. Quem quiser expressar opinião tem que bancar e mostrar a cara. Outra coisa, você tem o direito de se expressar, mas se houver agressão, o comentário será deletado.