sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Heavy metal do Senhor


O mercado ta de olho é no som que Deus criou! Assim dizia Zeca Baleiro! E é verdade. Hoje, o rótulo gospel vende os tubos! Mas não tem a abertura que merecia nas rádios locais. Nos EUA isso é diferente, o som evangélico já ta incorporado na cultura dos caras e toca em qualquer radio seja ela gospel ou não.
O R&B misturado com Soul de Kirk Franklin, O rock pop descolado do DC Talk, O pop do UNITED, A MPB de João Alexandre, A regionalidade de Josué Rodrigues, A contemporaneidade do Crombie são alguns dos exemplos de músicas que conquistaram a atenção de gerações e que deveriam ter seu lugar em rádios de outros segmentos.
Mas o que pegou a molecada de jeito mesmo foi a explosão de peso das bandas de Heavy metal evangélico. 12 stone, demon hunter, Gryp, POD são bandas declaradamente cristãs que propagam valores e falam abertamente de Jesus. Que Deus use essa rapaziada pra dar frutos onde o tradicionalismo da instituição não pode chegar! E pra encerrar, cito Zeca Baleiro mais uma vez: “E o mundo todo vai vibrar com o Heavy Metal do Senhor”

26 comentários:

  1. Não se esqueça, querido Márcio, que o Zeca Baleiro também disse, com muita propriedade, que o diabo tem uma banda que faz cover das canções celestiais. O "mercado gospel", em grande parte, é um mercado como outro qualquer, com toda a sujeira que há nesse ramo.
    Embora, admito, muitos dos que você citou fazem "diferença" nesse mercado.
    Fique em paz!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Verdade Márcio! Mas, o que o Costa falou também deve ser levado em consideração, e o pior de tudo é que a banda cover dos metais celestiais acaba tocando no mesmo "show".

    abs!
    parabéns pelo blog
    posso divulgar o post?

    ResponderExcluir
  4. Costa você ta certo! O mercado é sujo mesmo... depois cabe até escrever sobre isso!

    ResponderExcluir
  5. Jalles
    Fique a vontade para divulgar o post que quiser no blog...obrigado pelo elogio!
    Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  6. Ótima reflexão!!!!
    Pois é Márcio.
    Há certas verdades que não gostaríamos que existissem.

    ResponderExcluir
  7. Nossa cultura é totalmente diferente dos E.U.A, e por isso já ouvi criticas a Regis Danese por ter suas musicas em CD de grupo de pagode secular, o Waguinho também criticado, assiti num sábado desses uma homenagem ao artista Regis, e o que vi foi uma sinceridade de testemunhos de pessoas que convivem com esses artistas da musica evangelica, então digo que não sabemos nada e só DEUS sabe tudo.

    ResponderExcluir
  8. Regis Danese é um bom exemplo do que há de pior nesse mercado. Falta a shows, como o que não ocorreu em Junho, na cidade Madre de Deus e que "quebrou" uma produtora recém-fundada.
    O músico chegou tarde de um outro show feito no mesmo dia, alegou "estar cansado" e se dirigiu ao hotel em Salvador, pago pela própria produtora e mandou a banda de apoio tocar em seu lugar.
    Assim foi denunciado no programa Na Mira, da TV Aratu, por integrantes da própria produtora.
    Isso sem contar as exigências absurdas destes "ungidos" para recitar suas lamúrias chorolentas e/ou exaltações extravagantes para uma platéia ávida de "unção".
    Neste mercado, poucos são como o cantor João Alexandre, verdadeiro seguidor de Cristo. A maioria são apenas vendilhões de um talento duvidoso posto a serviço de um público-avestruz que literalmente engole tudo que tenha a palavra Deus e se auto-denomine "evangélico".

    ResponderExcluir
  9. Isso em contar os que, após fracassarem em carreiras "seculares", abraçam a música gospel.
    Excessão ao cantor Rodolfo, dos Raimundos, que largou a banda no auge do sucesso. Curiosamente, o músico, de razoável talento, fracassou em sua carreira "gospel".

    ResponderExcluir
  10. Sr. Costa Moreira, o amigo pode nos ensinar como saber se os envolvidos no comentário foram ou não alcançados pelo SENHOR ?, olha dentro do que é discutido, prefiro ouvir com certeza " como Zaqueu ", " Projeto no deserto ", e alguns poucos outros louvores.
    um abraço, Gilbert Raposo um aprendiz em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir
  11. Eu não entendi bem o seu comentário, Sr. Gilberto, mas se o senhor mesmo é um aprendiz em Cristo (e acho que é, não estou duvidando) deve saber que, no verdadeiro cristianismo, (aquele do Senhor Jesus, não o do "Gizuz"), os fins não justificam os meios. Se alguém foi tocado ou não pela música de Danese, de forma alguma justifica que ele pregue uma coisa e faça outra. Ele ou qualquer outro que se diga cristão.
    Se o senhor acompanha o noticiário, deve ter visto a assombrosa salvação de uma mergulhadora por uma baleia. Saiba que Deus usou aquela baleia para salvar uma vida humana. Da mesma forma, ele pode usar a música de Danese para edificar e tocar vidas, sem implicar que o músico se santifique automaticamente por conta disso.
    Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Embora eu acredite que alguém que fale de Deus tenha que ter uma conduta tão ou mais ética que os "seculares" e não o contrário.
    Esse papo de "não toque nos ungidos" é conversa do Diabo para continuar disseminando o falso cristianismo. Fique em paz!

    ResponderExcluir
  12. Lendo melhor eu entendi o comentário do Gilberto. É fácil, Gilberto. Jesus até nos ensina isto nos Evangelhos, tão pouco lidos.
    Observe os frutos. O que o sucesso trouxe para o cantor gospel? Ele cobra para cantar em igrejas? Ele faz exigências absurdas como ser recebido no aeroporto em carro do ano com ar condicionado? Ele se deixa ser idolatrado? Ele passa a cometer heresias como engatinhar pelo chão do palco imitando um leão?
    Uma árvore má não dá bons frutos, meu amigo. E assim, conseguimos separar com bastante clareza, quem é fariseu e quem está realmente a serviço do Senhor Jesus. Mas não duvide: Deus usa tanto a árvore má quanto a boa quando é necessário amparar um pequenino. Essa é a maravilhosa Graça de Deus, anunciada por Jesus.

    ResponderExcluir
  13. Prezado Costa Moreira, concordo com tudo que disse, porque DEUS usa quem quer e como quer, nós é que somos limitados, nossos dons vem dele e de graça, tenho consciencia de alguns que estão tendo enriquecimento próprio pousando seu tesouro pessoal em cima do evangelho que nos foi deixado para nosso aprendizado e nos aproximar do SENHOR, somos diferentes, portanto eu particulamente acho que tenho que levar a correção a quem quer que seja sem citar o personagem da ação, acho que todos temos que suar o rosto pela sobrevivencia,um ex: Paulo trabalhou, me perdoe se em algo lhe ofendi, um abraço e que DEUS o abençõe.
    Gilbert Raposo, um pequeno aprendiz em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir
  14. De forma alguma me ofendeu, amigo Gilberto. Pois é. Só lembrando que Paulo trabalhou para sustento próprio e sua profissão não era ligada à igreja.
    Um forte abraço e retribuo seu desejo de bênção!

    ResponderExcluir
  15. PS - Deixando claro que, há sim, verdadeiros cantores dedicados a Deus. Mas, infelizmente, são uma minoria.

    ResponderExcluir
  16. Costa... sempre preciso nos comentários!!!!!!!!!!!!!
    Vc me empolga com suas colocações meu amigo!

    ResponderExcluir
  17. Que nada, Márcio. Sou um pecador que talvez algumas vezes seja usado por Deus...E GILBERT, desculpe, só agora percebi que seu nome estava sendo escrito errado.

    ResponderExcluir
  18. O final é "o mundo inteiro vai PIRAR com o heavy metal do Senhor"

    rsrsrs

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. DISCORDO TOTALMENTE DO POST E DA FOTO!

    "demon hunter" Entendi a proposta do nome, mas não concordo com a mesma.

    ResponderExcluir
  21. Não conheço bem as bandas americanas, enão nem dá pra falar muito.

    Mas dizer que o Rodolfo fracassou em sua carreira gospel - quando ele mesmo diz que seu CD não é sua prioridade, e sim um instrumento pro ministério - é supérfluo demais.

    ResponderExcluir
  22. O rodolfo é crente pra caraca e leva a música como ministério e não como comércio... só isso já é triunfo... não tem nada de fracasso mesmo na carreira do Rodolfo!

    ResponderExcluir
  23. O rodolfo é crente pra caraca e leva a música como ministério e não como comércio... só isso já é triunfo... não tem nada de fracasso mesmo na carreira do Rodolfo!

    ResponderExcluir
  24. xFullMetal Jacketx7 de novembro de 2009 23:52

    ""demon hunter" Entendi a proposta do nome, mas não concordo com a mesma."

    como assim??? curto Demon Hunter pra caramba, eh uma banda boa...

    ResponderExcluir
  25. Realmente muitos do mercado estão de olho Grande nos dons, e com isso surgem as propostas indecorosas, para músico cristão fazer do seu trabalho uma verdadeira MINA DE ENRIQUECIMENTO. Muitos afirma que o heavy metal é do Senhor mas, a certos exageros nos que usam desses ritmos, balançam a cabeça e o corpo de maneira brusca! creio que isso não seja a melhor maneira de expressar a racionalidade do nosso culto a Deus será que muita das vezes não estamos balançando o corpo e a cabeça por mera emoção! e desejo da carne Acontece que muita das vezes não sabem se quer o que estão cantando, e são apenas guiados pelo embalos dos ritmos e nada mais. Sem contar no barulho excessivo como rock por ser um ritmo tocado sempre em alto volume de som mas não somente o rock mas muitos outros também são desta forma. Gosto de algumas músicas de cantores com pg oficina g3 fruto sagrado e outros mas confesso que muitas deixam a desejar e comprometem a mensagem do evangelho. Quero deixar também que creio que O Evangelho de Cristo hoje tem sido levado com muletas, pois muitos por não crerem no Poder da Palavra de Deus a desprezam e tenta colocar suas próprias intenções.
    1 Coríntios 2 v 4 e 5
    4A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder;
    5 Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.
    Um grande abraço Deus abençoe a todos fiquem na PAZ DE CRISTO AMÉM Que Deus possa continuar usando músicos compromissados com A PALAVRA DE DEUS!

    ResponderExcluir

Daqui pra frente só posta quem se identificar, os anônimos serão moderados. Quem quiser expressar opinião tem que bancar e mostrar a cara. Outra coisa, você tem o direito de se expressar, mas se houver agressão, o comentário será deletado.