quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Como lidar com prostitutas


Como os leitores desse blog já sabem, estou envolvido numa cruzada de combate a prostituição em Niterói. Mas antes que vocês pensem que vamos atear fogo as bruxas, deixe-me explicar uma coisa. O objetivo do projeto é promover saídas para a profissional do sexo. Já temos espaço para um centro de reformulação para algumas mulheres, já temos uma equipe pronta pra filmar um documentário sobre o assunto e agora só falta entender como se lida com as prostitutas.

Pesquisei em todos os lugares que podia, e não encontrei nenhuma instituição que trabalhasse com o resgate da dignidade dessas pessoas. Vi centros para homens de rua, para dependentes químicos até para dependentes de amor e sexo. Você caro leitor que ta lendo esse artigo, se souber me diga: porque existe tanta barreira pra se trabalhar com prostitutas no reino?

Que Deus levante psicólogos, clínicos, ginecologistas, voluntários em geral para trabalhar nessa frente que ainda está engatinhando, mas com muita vontade de se tornar referência no tratamento e reabilitação de mulheres que querem largar a promiscuidade e viver uma vida digna.

Se quiser saber mais, acesse www.umclamorporniteroi.com.br


13 comentários:

  1. Seu projeto é interessante, segue um blogg de Lisboa que tenta realizar um trabalho semelhante.
    http://promoveredignificar.blogs.sapo.pt/28781.html

    ResponderExcluir
  2. Pr. Márcio, o link para o Clamor está quebrado.

    No que eu puder ajudar, estou à disposição. Vou tentar pesquisar sobre o assunto também. E o blog Cidadania Evangélica está de portas abertas, inclusive caso queira publicar textos lá.

    Conheço sites sobre o tráfico de seres humanos, inclusive uma blogueira dedicada ao tema, que tem um incrível knowhow nisso. Ela talvez possa ajudar de alguma forma.

    Dê uma olhada nos links abaixo.

    O blog de que falei, da Daniela Alves (creio que ela não é evangélica, mas pode ajudar)
    http://blogdanielaalves.wordpress.com/

    Há este ainda, muito bom:
    http://www.projetotrama.org.br/home/index.asp

    Se há pessoas que podem auxiliar, creio que na RENAS elas podem ser encontradas: http://www.renas.org.br/

    Deus lhe abençoe e a todos comissionados nesta nobre missão!

    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Valeu Sammis
    Vou consultar tudo que me indicou!

    ResponderExcluir
  4. pastor vc esta de parabens por não ser ó um falador e colocar a mão na massa !!! que Deus ti de fé e força para essa grande batalha contra o pré-conceito !!!
    a paz meu brother!!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Tive uma super ideia, quando aparecer as bonitas vc manda pra minha casa que eu dou um jeito.

    Elas tem liberdade de escolha pastor, não interfira... Se acabar com as prostitutas vai ter muita gente brava com vc... hehehe

    ResponderExcluir
  7. Existe em São Paulo uma ong cristã por nome Missão Cena. Eles trabalham no centro,a famosa cracolândia, com drogados, travestis e prostitutas. Consulte no google e no youtube os contatos. Com certeza eles auxiliarão com know-how.Que Deus lhes dê perseverança.

    ResponderExcluir
  8. Existe em São Paulo uma ong cristã por nome Missão Cena. Eles trabalham no centro,a famosa cracolândia, com drogados, travestis e prostitutas. Consulte no google e no youtube os contatos. Com certeza eles auxiliarão com know-how.Que Deus lhes dê perseverança.

    ResponderExcluir
  9. Benção mano. Isso é batalha e Deus tem levantado Guerreiros no Brasil para isso. To aqui a sua disposição para ajudar no que for preciso. Te sugiro um contato com o pessoal do Sexxchurch e com Andréa do Avalanche certamente eles poderão te orientar.
    meu e-mail - marcaodogae@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Sabe pastor, o que acontece é que o desinteresse em criar centros pra cuidar dessas moças, parte da própria sociedade que parece acobertar tal prática dizendo: que homens precisam dessas profissionais para satisfazerem seus desejos carnais. E a família onde fica nessa estória? Casamentos destruídos, falta de amor no lar, a moral e os bons costumes, desentendimentos mil por conta de amores superficiais que tomam conta do ser por causa de tal prática.

    ResponderExcluir

Daqui pra frente só posta quem se identificar, os anônimos serão moderados. Quem quiser expressar opinião tem que bancar e mostrar a cara. Outra coisa, você tem o direito de se expressar, mas se houver agressão, o comentário será deletado.