quarta-feira, 17 de março de 2010

Qual é o sexo do seu cérebro?

Essa é a pergunta feita por uma neuropsicologista Anne Moir, da Universidade de Oxford, na Inglaterra. Ela afirma que mudanças corporais, comportamentais e a tão discutida "opção" sexual, tem haver com o tempo que o feto foi exposto a testosterona no período da gestação.


Moir acredita que a diferença de sexo entre cérebro e corpo pode estar ligada às causas do homossexualismo. “Se a concentração de testosterona no útero está mais baixa do que o padrão para os homens, então o 'centro sexual' do cérebro será feminino e esse homem sentirá atração por outros homens. Se a concentração desse hormônio estiver alta, o 'centro sexual' será masculino e ele sentirá atração por mulheres”, diz Moir.

Eu não acredito nessa tese a primeira vista, mas também não posso descartar anos de estudo científico por conta do meu achismo. Porém, prossigo com a minha opinião que a questão H é um comportamento aprendido, resultado de anos de condicionamento ou de um trauma que contradisse a masculinidade ou feminilidade do indivíduo.

Conheço muitos casos onde o homem tem atitudes mais femininas do que a mulher (sensibilidade, organização...) e que a mulher tem mais carcterísticas masculinas do que o homem (agilidade na tomada de decisão, senso de provisão) nem por isso houve alteração no comportamento sexual. Atribuo isso a mudança dos tempos e a emancipação da mulher e não a exposição a testosterona. Sendo assim, fica aqui aberto o debate, a Doutora Moir pode estar ceta?

E no mais, tudo na mais santa paz!

Fonte: Época

5 comentários:

  1. Não creio nessa teoria, assim como em muitas das teorias cientificas. Creio sim num Deus, que é perfeito e tudo quanto faz é perfeito. Se a bíblia condena o homossexualismo como Deus permitiria tal coisa.As pessoas estão cada vez mais perdidas em meio a tantas coisas que vem acontecendo. o fim está perto, Jesus está voltando. Estão todos buscando uma resposta para tudo isso, mas a única resposta para mim é que tudo isso acontece por ser multiplicar a iniquidade e as pessoa estarem vivendo cada dia mais longe de Deus, até pessoas mesmo dentro das igrejas, que acabam se desviando do verdadeiro evangelho e dando brecha para o inimigo agir. Bem essa é a minha opinião.

    ResponderExcluir
  2. Penso como o senhor, a ciência está certa, mas não são só hormônios que condicionam a nossa vida. Se cremos em Deus, vamos querer fazer o que lhe agrada. E também, o fato de alguns homens terem atitudes "tipicamente femininas" e vice-versa (isso acontece comigo, pois sou muito prática e odeio comédias românticas rsrs) não quer dizer que sejam homossexuais.

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que esta teoria está errada. Pode ser o convívio, se a pessoa cresceu em meio de outras iguais, será normal. Mas se um menino, brinca e faz coisas de menina, desde criança, aí sim, o cérebro dele irá dizer que isto é o certo p/ ele. O mesmo p/ uma menina. Mas o caso das meninas, pode ser decepção amorosa, e o mesmo já dito! E não é nada científico, é meramente humano. Mas, se as pessoas buscarem o que é certo e à Deus, não irão se perder assim.

    E concordo, a ciência, vive tentando explicar e até profetizar o fim do mundo... Deixa, muitos sabemos que Jesus está voltando, só nos cabe esperar e nos preparar.

    No mais, paz e luz p/ todos!

    ResponderExcluir
  4. Sóstenes Filipe24 de maio de 2010 17:47

    Tem como ser cristão e cientista?! huahauhauhauhaua:P brincadeira...
    Para o cristão leitor de bíblia (rsrs), a coisa é bem mais simples! A bíblia é direta em relação a criação feita por Deus e ao comportamento que ambos (homem e mulher) devem ter. Em Romanos 1 mesmo, Paulo detona com esse tipo de coisa e deixa bem claro até as consequências dessas atitudes.
    A busca pelas respostas para determinadas coisas e o "porquê" de muitos acontecimentos, tem feito com que o homem desenvolva idéias sobre as coisas, construindo pretextos para tentar justificar o próprio pecado e assim enganam a si próprios e cada vez mais, se distanciam dos desígnios de Deus para suas vidas...
    Não concordo com a tia pesquisadora;D

    ResponderExcluir
  5. Graça e Paz!

    Um erro comum dos cristãos é pensar na ciência como uma ferramenta contra o Reino. Isso é errado, pois a ciência pode, e deve ser usada para a manifestação da Glória de Deus. Um descoberta dessa (que eu por exemplo já tive contato há algum tempo) pode ajudar a prevenir a ação do inimigo contra pessoas que possuem a característica cerebral inversa ao sexo. Conheço pessoas que são homossexuais e não houve nenhum fator totalmente externo (não espiritual) para que ele se tornasse assim. Então deveríamos ver essa notícia como uma ferramenta para lutar contra o homossexualismo, para prevenir possíveis ações em nossos lares que possam influenciar tais atitudes, e não uma ação do diabo contra a Palavra de Deus.

    ResponderExcluir

Daqui pra frente só posta quem se identificar, os anônimos serão moderados. Quem quiser expressar opinião tem que bancar e mostrar a cara. Outra coisa, você tem o direito de se expressar, mas se houver agressão, o comentário será deletado.